sábado, 26 de março de 2011

O que move moinhos


Não são mágoas que movem moinhos
E as amizades são temporárias
O que fica é o que foi carinho
E as noites são solitárias.

A diversão é um milésimo de segundo
Depois como fica o mundo?
Quando se apagam as luzes ao fundo
E o telefone também fica mudo.

Felicidade não se disfarça
O que dirá então a tristeza
Não importa enfim o que faça
Sobrevirá do amor a beleza.

Porque mágoas não movem o que sinto
Nem o lamento toma conta de mim
Também não acredito em destino
Mas acredito na força de um sim.


_ _ _

3 comentários:

Anônimo disse...

Se fosse como vida de borboleta
Que dura semanas ou dias
Teria valido a pena
Pois foi uma vida inteira.

Caramba em!!

Anônimo disse...

Boa noite espectacular assunto , gostei muito, talvez poderiamos fcar amigos de blog :) lol!
Tirando as piadas chamo-me Peter, e como tu escrevo blogs embora o tema principal domeu blogue é muito diferente do teu....
Eu faço blogs de poker sobre bónus sem depósito sem teres de por do teu bolso......
Adorei muito aquilo li aqui!

Alessandro Vargas disse...

Muito obrigado. Fico muito grato. É claro que podemos ser amigos de blog, só mande o link pra que eu possa acessar também.

Abraços.