terça-feira, 19 de julho de 2011

Bem mais que a verdade

Nem sempre a atitude traduz a verdade
Nem sempre é verdade aquilo que ilude
À luz da verdade há coisa que mude
E há muita mentira que deixa saudade.

Por mais ledo engano que se deixe envolver
Mais vale um bom plano que um concreto viver
Todo o cotidiano é melhor com você
E agradeço as mentiras que tão bem faz crescer.

E quanta felicidade veio daqueles momentos
Mesmo a frivolidade não matou sentimentos
Hoje faz falta, mesmo assim sem lamentos
E as palavras já ditas foram lançadas ao vento.

E o que foi vivido é bem mais que verdade
E passa-se o tempo e não passa a vontade
Mesmo as mentiras de felicidade
Só trouxeram a certeza que deixou saudade.

Mas cuide que acabe antes que acabe-se tudo
E periga acabar antes do fim do jogo
E mesmo a verdade que deixa-me mudo
Se torna mentira antes do fim do mundo.



. . .

3 comentários:

Alessandra Chaves da Silva disse...

"Nem sempre a atitude traduz a verdade
Nem sempre é verdade aquilo que ilude"

Verdade... palavra tão certa e ao mesmo tempo tão duvidosa.

Muito bom o seu post =)

Alessandro Vargas disse...

Obrigado Ale, sabe o quanto estimo seus comentários.

Lau Milesi disse...

..."E o que foi vivido é bem mais que verdade"...

E eternamente será lembrado,outra verdade.

Parabéns, poeta! Muito lindo seu poema!

Um abraço.