segunda-feira, 21 de março de 2011

Amores Usados

É a mesma história de novo
Tentando vivenciar um outro
Criando expectativas de ouro
Mas cairá por terra seu jogo.

Vou me afastar como fiz outrora
Vou viver como antes e agora
Enamorar-se quem não enamora?
Mas vai chorar, afinal quem não chora.

Cairás de joelhos ao chão
Leva tempo afinal é ilusão
Mas aproveite não veja a razão
Um momento vale mais que um perdão.

Como sempre não assume o que faz
Mas dessa vez não há volta jamais
Só espero que assim tenha paz
Da minha parte o passado aqui jaz.

Sem lágrima nenhuma a escorrer
Sem sentimento nenhum de perder
O tempo ainda vai transcorrer
Mas o futuro já não posso prever.

Não sou de testes ou amores usados
Ou é pra mim ou fica de lado
Mas não vou ficar seguindo seus passos
O que é meu é meu, o que é seu está guardado.


***

Um comentário:

Alessandra Chaves da Silva disse...

Muito bom... Admiro mto a forma como escreve e expressa em forma de palavras sentimentos tão seus..