segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

O que fazer?

Que fazer se ainda penso em ti
E se ao longe nem sequer sorri
Mas ao pensar no que eu já vivi
Só vejo em ti uma vida de delícia?

E quando lembro do que eu já sofri
Muito mais sei o quanto foi pra ti
E mesmo longe nunca te esqueci
Essa mistura de amor malícia...

Sei que eu posso te fazer sorrir
Enfim amar e não mais desistir
Não só tentar mas muito persistir
E te algemar de tanta carícia...

O amor é isso, se entregar, cair
Mas dos meus medos ajude-me a sair
Não quero ver isso se esvair
E só você, tem o dom, perícia...

Em seus cabelos já me envolvi
da cor do sol como nunca vi
Queria tê-la sempre bem aqui
Pois essa paixão não é fictícia.

O que fazer se ainda penso em ti
Se o que quero ainda nem vivi
Depois de tudo nunca te esqueci
E é só por ti, o que escrevi...



***

Um comentário:

Alessandra Chaves da Silva disse...

"O que fazer se ainda penso em ti
Se o que quero ainda nem vivi"

E se não é possível viver enquanto realidade... me contento em pensamento...

Muito bom!!
Gostei