sexta-feira, 23 de julho de 2010

Uma passagem

Hoje o dia nasce novo
Até a lua brilha nova
O sol que queima o rosto
É o mesmo que me acorda.

No balanço da viagem
Admirando a bela lua
Ora um livro, e a paisagem,
Em um momento a face tua.

E quando pensas que estais forte
Os seus pés são seus amigos
Eu sozinho sou meu norte
E enfrento a dor sozinho.

Mas quando seus pés já se cansarem
De ti e a dor vier
Eu serei a fortaleza
E você só uma mulher.

Tudo isso uma passagem
Mas não será como antes fora,
Quando acabar sua coragem,
Não espere que a socorra.

Enfim, a dor é forte
Mas amanhã restabeleço
A lua é bela, o sol é forte
Enquanto dormes, reapareço.




____________________________________

2 comentários:

Alessandra Chaves da Silva disse...

Amei o post!!
=D

Alessandro Vargas disse...

Muito obrigado Ale...
De verdade.
Te adoro.