terça-feira, 10 de novembro de 2009

Só por você


Hoje o vento toca cuidadosamente seus cabelos,
Não há mais percepções de antigas maledicências,
Não é preciso ouvir mais as canções de romances perdidos,
Todos já sabem do amor no seu peito nas adjacências.

Uma orquestra reverberando a canção da sua vida,
Nossas vozes tornam uníssonos nossos desejos,
Ah, faz tanto tempo que foi reconstruída
A coisa mais linda que é nossa união consagrada por beijos.

E ouço violinos quando estamos juntos, sozinhos;
Construímos um ninho de confiança plena e perpétua,
Os caminhos que são trilhados já sem espinhos,
E as ruas em que nos amamos estão desertas.

Fizemos promessas de você ser minha por já ser seu,
Eu vi meu Deus ao olhar dentro de ti,
Vi que Deus existia nos olhos seus,
E por crer que era um anjo logo morri.

Guardo acordes de violão melódico em composições suas,
Passei a vida escrevendo um reencontro nosso,
Se lembro de ti vem recordações de duas almas nuas,
Só por você escrevo canções e faço o que posso.

2 comentários:

Luz Imaginária disse...

Lindo... ^^

Amo as coisas que você escreve.

Alessandro Vargas disse...

Fico muito feliz.
Talvez goste porque possuo uma luz imaginária que permeia minha mente...
Obrigado.